top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Resumo cronológico da História da Índia

Atualizado: 14 de abr. de 2021


Na região onde hoje é conhecida como Índia, arqueólogos acreditam que a civilização tenha começado entre 5 mil e 3 mil anos antes de Cristo. A agricultura consistia em plantio de frutas como melão, ervilhas, sementes e trigo.


Diferente da civilização do Egito, nesta época a Índia não dava importância à astronomia e à guerra e conquista de terras.


Aproximadamente em 3300 a.C., a primeira civilização urbana se formou nos arredores do vale do Rio Indu, que origina o nome do país. Uma das cidades conhecidas dessa época é Harappa, descoberta por arqueólogos em 1920.

  • 2500 a.C. Civilização dravidiana

Por volta de 1500 a.C., a Índia foi invadida pelas tribos árias, povos nômades, vindos provavelmente do Irã, que ocuparam a região, dominando a civilização hindu que se formava. Teve início, então, o Período Védico, que durou até 500 a.C.

  • 1500 a.C. Arianos invadem a Índia e conquistam os dravidianos

  • 1400 a.C. Os Vedas, a escritura hindu, foi escrita

O período Védico ficou marcado pelas escrituras compiladas de hinos escritos em sânscrito nessa época, que foram chamados de Vedas (saber sagrado que resume os ensinamentos do hinduísmo). Foram escritos quatro Vedas: RigVeda, Yajur-Veda, Sama-Veda e Atharva-Veda. Algumas descrições contidas nos Vedas dão uma noção de como eram a vida e a sociedade, naquela época. Nos últimos anos do século IV, o período Védico se encerrou quando ocorreram transformações no país e surgiram novas religiões e novas ideologias. Neste momento a região passou a usar o sistema de castas com a divisão permanente de pessoas na sociedade.

  • 800 a.C. 800-600 a.C. A escritura sagrada, os Upanishads escritos

  • 518 a.C. Persas conquistaram o Paquistão

As primeiras invasões ocorrem nesta época quando os Persas tomam a região do norte (Paquistão) liderados por Dário, o grande. O domínio de Dário permanece por 200 anos até a chegada de Alexandre, o grande.


  • 500 a.C. O budismo foi fundado na Índia por Siddhartha Gautama

  • 500 a.C. O jainismo foi fundado na Índia por Mahavira Jains

O surgimento do budismo (pregado por Buda) e do Jainismo (pregado por Mahavira) no contexto indiano trouxe novas orientações o hinduismo estabelecido na região. Com a invasão dos turcos, árabes e afegãos, o islamismo foi introduzido naquela região.

  • 326 a.C. Alexandre, o Grande, mudou-se para a Índia

  • 324 a.C. O Império Mauryan foi estabelecido por Chandragupta Maurya incluindo o Afeganistão e partes da Ásia Central

  • 272 a.C. Ashoka, o neto de Chandragupta Maurya, torna-se o imperador da Índia

  • 185 a.C. O Império Maurya terminou

  • 50 d.C. Os Kushans estabeleceram um império no norte da Índia

  • 320 d.C. A dinastia indiana Gupta reuniu o norte da Índia iniciando a "era de ouro" da Índia

A dinastia Gupta foi marcada por um governo progressista e também pacífico e sob esse governo próspero e tolerante, a cultura indiana experimentou seu período áureo. Um hinduísmo renovado se estabeleceu e, embora reafirmasse o controle patriarcal familiar e a subordinação das mulheres, ele se refletiu em uma pujança nas artes e na arquitetura, patrocinada por uma elite urbana abastada. O Sânscrito clássico se renovou e se espalhou em poesia e escultores talhavam enormes templos na rocha sólida, cobrindo suas superfícies com belas e inspiradoras cenas das vidas tradicionais de Buda e dos deuses hindus.

  • 700 d.C. Exércitos muçulmanos da Arábia invadem a Índia

  • 1206 d.C. Qutb ub-din Aybak estabelece o Sultanato de Delhi

  • 1398 d.C. Timur conquistou a Índia, resultando no declínio do Sultanato de Delhi

  • 1498 d.C. Vasco da Gama torna-se o primeiro explorador europeu a chegar à Índia

  • 1500 d.C. O cristianismo foi introduzido na Índia pelos europeus e no início dos anos 1500 o sikhismo foi fundado por Nana

  • 1526 Babur estabeleceu o Império Mughal

  • 1600 A Rainha Elizabeth I concedeu uma licença à Companhia das Índias Orientais, estabelecendo postos comerciais em Bombaim, Calcutá e Madras

  • 1628 Shah Jahan, o governante do Império Mughal, constrói o Taj Mahal

Entre os séculos XVII e XIV, Dinastia Mughal reinou na Índia e deixou suas marcas principalmente por sua arquitetura presente ainda hoje em um bairro afastado do centro da cidade de Nova Déli, que, aliás, é chamada de Velha Déli. Um exemplo é o maior mosteiro da Índia, o Jama Masjid, construído a partir de 1644. O Taj Mahal, construção realizada entre 1630 e 1652, é outro exemplo da arquitetura típica da Dinastia Mughal.

  • 1658 O muçulmano estrito, Aurangzeb, governou a Índia e tentou forçar os hindus a se converterem ao islamismo.

  • 1757 A Batalha de Plassey: Robert Clive, um agente da Companhia das Índias Orientais, lidera as forças que derrotaram o governador mogol (do império Mughal) de Bengala

  • 1774 Warren Hastings nomeou o primeiro governador geral da Índia pela Companhia das Índias Orientais

  • 1857 A rebelião do Sepoy

Em 1857, a primeira grande rebelião, armada por tropas indianas e pela população civil e conhecida como a Revolta dos Sipais ocorreu, sendo vencida, porém, pelos ingleses um ano depois. Nessa ocasião, o último imperador mogol, Bahadur Xá II, cujo domínio efetivo se restringia à cidade de Deli, foi encarcerado e depois exilado pelos britânicos. Ele participara da revolta e seu aprisionamento marca o fim da era mogol na Índia.

  • 1858 O governo britânico governou a Índia através de um vice-rei indiano chamado o Raj britânico

  • 1876 Rainha Victoria recebeu o título de Imperatriz da Índia pelo Parlamento Britânico

  • 1885 Birmânia tornou-se uma província indiana. O Congresso Nacional indiano foi formado

Com o apoio dos liberais britânicos, os indianos começam a questionar a ocupação inglesa. Nesta época surge lideranças como Gandhi, um advogado que vai percorrer o país pregando uma revolução não violenta contra os ingleses.

  • 1905 O governo britânico dividiu Bengala em seções hindus e muçulmanas separadas

  • 1914 1914 - 1918 - I Guerra Mundial

Gandhi lidera 3 grandes campanhas:

  • 1919 Greve Geral de vários setores como transporte e limpeza.

13 de abril: o massacre de Amritsar

  • 1920 Mohandas Karamchand Gandhi, mais conhecido como Mahatma Gandhi, tornou-se o líder do movimento de independência da Índia e do Congresso Nacional Indiano. Até 1922 Gandhi lidera a campanha de não colaborar com os ingleses como por exemplo, não votar.


  • 1930 a 1934 Gandhi lidera uma campanha de desobediência civil. Consiste em transgredir leis. A mais famosa é a Marcha do Sal, onde Gandhi acompanhado de seus seguidores recolhe sal de uma das salinas e o vende, algo que estava proibido, e é preso.


Gandhi passa vários anos preso com outros líderes, entre eles Nehru.

  • 1935 A Lei do Governo da Índia e a criação de uma nova constituição

  • 1939 3 de setembro: o Reino Unido declarou guerra à Alemanha e começou a 2ª Guerra Mundial

Na II Guerra Mundial, os ingleses estabelecem uma saída negociada. Duas grandes correntes se formaram. Uma definida por Gandhi que queria uma Índia unitária. E a segunda é reivindicada pelos mulçumanos. liderados por Muhammad Ali Jinnah.

  • 1940 Muhammad Ali Jinnah exigiu que um novo país fosse formado a partir da Índia para os muçulmanos, o que seria chamado Paquistão

  • 1945 Agosto: Segunda Guerra Mundial terminou quando os Estados Unidos lançaram bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki

  • 1946 O governo britânico concordou em conceder a independência da Índia

  • 1946 16 de agosto: muçulmanos indianos realizaram manifestações em todo o país pedindo o estabelecimento do Paquistão

  • 1947 Líderes britânicos e indianos concordaram em dividir o país na Índia e no Paquistão

A Índia sempre foi um atrativo para os povos vizinhos. Suas riquezas naturais e solo fértil atraíram os invasores. Mas foram os britânicos que lhes deram um idioma comum num país onde se contabiliza mais de 200 dialetos.

  • 15 de agosto de 1947 a Índia tornou-se independente

Desde 1880, os muçulmanos politizados ansiavam proteger seus interesses contra a possível usurpação do poder pela maioria hindu, além de considerarem intolerável a vida em meio ao hinduísmo. A Liga Muçulmana, fundada em 1905, enfatizou, na década de 1930, as aspirações distintas dos muçulmanos e exigiu uma pátria muçulmana separada, o Paquistão. A exigência da criação do Paquistão, como um Estado autônomo, compreendendo as áreas de maioria muçulmana no noroeste e leste da Índia foi satisfeita, então, em 1947.

  • 1948 30 de janeiro: Gandhi foi assassinado

Gandhi foi assassinado por um hindu radical que não concordava com uma Índia unida ao mulçumanos.

  • 1950 26 de janeiro: Uma nova Constituição indiana foi ratificada e Jawaharlal Nehru tornou-se o primeiro primeiro ministro indiano

  • 1964 Morre Jawaharlal Nehru

  • 1966 a 1971 Indira Gandhi governa como primeira ministra

  • 1991 Novas eleições, mas nenhum partido obteve maioria absoluta no parlamento.

  • 1998 Índia e Paquistão travam uma rivalidade nuclear

Desde a sua independência, em 1947, a Índia mantém relações cordiais com a maioria das nações. Além das atuais relações estratégicas com a Rússia, a Índia tem relações de defesa de grande alcance com Israel e França. Nos últimos anos, tem desempenhado um papel-chave na Associação Sul-Asiática para a Cooperação Regional (SAARC) e na Organização Mundial do Comércio. A nação indiana disponibilizou 100 mil militares e policiais para servir em 35 operações de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) em quatro continentes. O país participa da Cúpula do Leste Asiático, do G8+5 e de outros fóruns multilaterais. A Índia tem estreitos laços econômicos com América do Sul, Ásia e África; desde 1991 que prossegue a política "Look East" ("olhar para oriente"), que visa a fortalecer parcerias com os países da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), Japão e Coreia do Sul, e que gira em torno de muitas questões, mas especialmente aquelas que envolvem investimento econômico e segurança regional.

Hoje a Índia é um país de contrastes, com inúmeros conflitos internos, possui uma das economias que mais cresce no mundo, uma produção cientifica e tecnológica sem igual no terceiro mundo e ao mesmo tempo uma miséria extensiva com vastas regiões sem os recursos mais básicos e possui 1.32 bilhões de habitantes, figurando como o segundo país mais populoso do mundo, concentrando aproximadamente 18% da população mundial.

1.250 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page