top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Yama: Brahmacharya - Celibato

Atualizado: 15 de fev. de 2021

Este é o 4º dos cinco Yamas dos Yogas Sutras de Patanjali e talvez seja o Yama que causa mais confusão devido às interpretações.



A palavra Brahmacharya é composta da raiz char, que significa mover-se, e da palavra Brahma, que é um Deus da trindade hindu, significa verdade essencial. Assim, podemos entender Brahmacharya como um movimento em direção ao essencial, mover-se em direção ao divino. Tem a ver com a forma como usamos nossa energia. Mais especificamente nossa energia sexual.


Mas Bramacharya tem uma tradução muito mais ampla, podendo ser entendido como moderação dos sentidos. Foi planejado como um meio de conservar a energia vital e assim ter mais energia para se dedicar ao caminho Yógico. Bramacharya é fazer o uso correto da energia, fornecendo ao corpo e à mente tudo que necessitam mas sem excessos.


Na prática, isso significa que o Brahmacharya transforma a mente, equilibra os sentidos e leva à libertação das dependências e desejos. Quando a mente é libertada da dominação pelos sentidos, os prazeres sensoriais são substituídos pela alegria interior.


A austeridade pode esgotar sua força vital além de deixar você inseguro e ansioso. O caminho do meio permite que você aproveite o controle dos seus sentidos, em vez de deixar que os sentidos controlem você e estraguem o prazer da vida.


Yoga é exatamente procurar trilhar o caminho do meio, fazer tudo com moderação e consciência, não apenas no sexo, mas em todas as coisas. Muito sono ou muita comida nos deixam lentos. Diversão demais significa que não estamos dando tempo para o trabalho ou a família. Pense em Brahmacharyha como limites razoáveis ​​que nos ajudam a nos tornarmos os melhores e mais produtivos.


Na aula de Yoga

Praticar Brahmacharya no seu tapete de Yoga é sacralizar sua prática e deixar de lado nossa identificação com o ego para percebermos que nossa verdadeira essência transcende todos os conceitos nos quais a sociedade tenta nos encaixar. É também determinar seu próprio nível e ritmo de aula respeitando seu humor, seu estado físico e emocional. Aplicar Brahmacharya na aula de Yoga é saber direcionar e preservar sua energia durante a prática para que você termine a aula se sentindo em paz, revigorado e energizado.


No Trabalho

Na sociedade em que vivemos existe uma cobrança para que estejamos sempre ocupados e, se não estamos ocupados, há algo errado. A questão não é sobre estar trabalhando o tempo todo ou não. Quero que você pense se o que você está fazendo vale a pena e faz sentido para você. As atividades diárias e o trabalho te fazem bem ou drenam sua vitalidade? Se faça essas perguntas e aplique Brahmacharya fazendo o uso correto de sua energia. Direcionando sua energia para aquilo que nutra sua alma. Trabalhe, mas cuidado com os excessos. Bramacharya é sobre moderação. Não seja workholic. Não se esqueça de ter tempo para a diversão e lazer.


Nos relacionamentos

Os ascetas Yogis levaram esse princípio ao extremo praticando o celibato. Mas para nós que não somos ascetas renunciantes, o aspecto sexual de Brahmacharya tem a ver com relacionamentos íntimos saudáveis e de respeito mútuo. É ter critérios na hora de escolher com quem você vai compartilhar essa energia sexual.

Particularmente, penso em Brahmacharya como conduta sexual apropriada. Pratico Brahmacharya como um ato de valorizar e honrar meu relacionamento mantendo o sexo dentro dessa união sagrada. Sexo é sagrado, sexo é troca de energias, e não podemos desperdiçar e trocar essa energia por aí com qualquer um. O segredo da saúde está na preservação dessa energia que chamamos de força vital ou prana. Aquele que desperdiça essa energia não alcançará o desenvolvimento físico, mental, moral e espiritual. Se você estiver em um relacionamento, assuma a gratidão como prática diária e expresse-a em ações para com o seu parceiro.


A partir de hoje, pense em pelo menos uma coisa pela qual você é grato pelo seu parceiro e agradeça essa pessoa por isso. Se você não está em um relacionamento sério, tenha um momento de interiorização e pense em uma coisa pela qual você é grato por você mesmo. Então, olhe no espelho e agradeça por isso.


Examine todos os aspectos da sua vida e identifique as áreas em que você está abusando. Se esses excessos o prenderem de alguma forma, repense seus limites e veja se isso leva a alguma mudança positiva.

1.196 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

3 Comments


sainttioago
Sep 15, 2021

Relacionamentos não e sim casamento por isso mesmo que é algo sagrado. Por isso que hoje sexo virou prostituição e o mundo um enorme puteiro.

Like

sainttioago
Sep 15, 2021

Relacionamentos não e sim casamento por isso mesmo que é algo sagrado.

Like

roberto.borja55
Jun 14, 2019

Muito interessante esse artigo.

Like
bottom of page