top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

O que é Santosha

Atualizado: 16 de fev. de 2021

Santosha é o segundo niyama ("virtude") descrito nos Yoga Sutras de Patanjali . Isso denota contentamento e falta de desejo pelo que os outros têm. O termo é derivado do sânscrito sam, que significa “completamente” ou “totalmente”, e tosha, que significa “contentamento” ou “aceitação”.

Santosha é estar completamente contente e aceitar nossos mundos interno e externo.

A prática de santosha é deixar de lado os desejos e anseios pelo que não precisamos e nos satisfazer com tudo o que temos e ser gratos por tudo o que somos.



Quando aprendemos a dominar a arte do contentamento, quer sejamos ricos ou pobres, jovens ou velhos, ainda seremos capazes de encontrar paz em nossas circunstâncias atuais. Ao cultivar o contentamento, ganhamos acesso a uma fonte infinita de força interior. É daqui que podemos extrair um sentimento de profunda satisfação, do qual podemos moldar nossa felicidade, como o oleiro faz uma tigela com um pedaço de barro cru. A beleza do contentamento é que ele é totalmente autogerado.


Esqueça a felicidade e seja contente

Diferente da felicidade que é passageira, Santosha é uma atitude cultivada, não uma emoção. É uma escolha, não um sentimento e, como tal, não estamos sujeitos aos seus caprichos. Não temos muito controle sobre quando a felicidade aparece em nossas vidas. Contentamento, entretanto, é sólido como uma rocha. Também é algo que podemos aprender a promover em nossas vidas. Como todas as formas de arte, o contentamento vem por meio de uma disposição e abertura para praticá-lo diariamente.

Que possamos nos aceitar como somos e podemos encontrar contentamento com o que é.

Santosha no Yoga

Quando a prática de santosha é trazida para o nosso tapete, nos tornaremos familiarizados e contentes com nosso Eu autêntico com menos esforço, mas com maior triunfo. Veremos a nós mesmos, em todas as posturas, e aceitaremos nossos corpos com a posição em que estão em nossa prática - quer consideremos o que fazemos como iniciante ou avançado, com deficiência ou incapacidade, forte ou flexível. Veremos nossas mentes de um ponto de vista do perdão, sem nenhum desejo de mudá-lo, permitindo-nos ser estritamente o observador de chitta (mente). Vamos nos tratar com compreensão e respeito. Pense: é onde estou e sou grato por estar aqui e ciente . Uma prática consistente e cuidadosa disso nos dará um relacionamento saudável com nosso corpo, mente e emoções.


Existem muitas maneiras de cultivar o contentamento, desde práticas contemplativas a manter um diário de gratidão. Aqui, 3 maneiras de praticar o Santosha:

1. Fique

Em sua prática de Yoga, comprometa-se a permanecer quando ficar difícil.

Na prática de santosha, não importa se podemos nos curvar como um pretzel ou segurar uma prancha por cinco minutos ou ficar sentados, meditando, sem movimento por uma hora, o que importa é o que acontece durante a observação desses momentos, independentemente do desfecho.

2. Respire

Nos momentos de desconforto - quando você quiser sair da postura - fique e respire. Concentre-se em suas inalações e exalações. O que você está sentindo? Está sentindo tensão ou compressão? Estamos nos sentindo flexíveis ou rígidos? Estamos nos sentindo diferentes de nossa prática anterior? Como? Estamos nos sentindo calmos? Estamos com raiva? Estressado? Feliz? E de qualquer forma que respondamos a isso, respondamos com santosha.


3. Solte

Observe o que surge para você quando você se sente desconfortável. Eu não posso mais fazer isso e pronto, são exemplos. Escolha relacionar-se com a conversa em sua cabeça apenas como palavras e deixe-as ir. Neste momento, notaremos que nossos pensamentos são simplesmente isso e não a realidade nem uma definição de quem somos. Notaremos nossos sentimentos e emoções com satisfação e sem julgamento, independentemente de serem percebidos como positivos ou negativos.


Experimente por em prática essas dicas durante uma semana. No final da semana, observe as mudanças em como você se sente sobre o que está acontecendo ao seu redor e dentro de você. A postura pode não mudar, mas toda a experiência dela mudará. Nossa vida pode não mudar, mas toda a nossa experiência dela mudará. Há tanta coisa disponível para nós em qualquer forma de postura que assumimos, em qualquer forma de nossa vida, mas não podemos acessar nosso poder a menos que paremos de lutar.


Santosha não é algo que podemos obter em um momento dividido, é algo que requer prática e paciência e uma quantidade imensa de reconhecimento, compaixão, abertura e amor próprio.


Seja honesto consigo mesmo aqui, sem julgamento. Você está genuinamente onde está?

1.026 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentario


amanda.fonts
25 ene 2021

Estou onde meus pés estão! Adorei o texto ;)

Me gusta
bottom of page