top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Yoga na Menopausa

Estamos condicionados a pensar que o envelhecimento nos retarda, mas a maturidade pode nos trazer os melhores anos de nossas vidas.


Mal falamos sobre a menopausa e sinto que isso às vezes é quase um tabu entre as mulheres. Nossa cultura notoriamente marginaliza as mulheres após a idade fértil.


Por volta dos 40 anos, as pessoas que menstruam começam a experimentar uma mudança hormonal tão intensa quanto a puberdade: perimenopausa, uma transição de anos que leva ao evento principal da menopausa (você não está oficialmente na menopausa até não ter tido um período de um ano inteiro).


O que acontece fisiologicamente?

Antes do início da perimenopausa, o ciclo menstrual de uma mulher é acionado a cada mês pelo hipotálamo, uma pequena estrutura na base do cérebro que regula muitas funções corporais, incluindo apetite e temperatura. O hipotálamo sinaliza a glândula pituitária para produzir hormônios importantes para a reprodução, e esses hormônios, por sua vez, estimulam a produção de estrogênio e progesterona nos ovários. Durante a perimenopausa, os ovários e a glândula pituitária se envolvem em uma espécie de cabo de guerra. Os ovários diminuem a produção de hormônios, enquanto a glândula pituitária, sentindo baixos níveis hormonais, continua a estimular os ovários. Essa luta frenética causa flutuações hormonais erráticas – muito estrogênio, que acelera os motores do corpo, seguido por picos de progesterona, que retarda o corpo.


Os hormônios são muito poderosos; eles afetam praticamente todos os tecidos do corpo. Portanto, não é de admirar que várias condições possam surgir à medida que o corpo tenta se ajustar a essas mudanças hormonais. Por exemplo, quando o cérebro é afetado por padrões hormonais oscilantes, sono, humor e memória podem ser influenciados, e quando o útero é estimulado por padrões hormonais esporádicos, ocorre sangramento irregular e assim por diante.


Normalmente, uma mulher experimenta os primeiros sinais dessa flutuação hormonal cerca de seis anos antes do término de seus períodos menstruais. Esses sintomas geralmente continuam até um ano ou mais após a última menstruação, quando os níveis hormonais se estabilizam gradualmente.


Alguns sintomas que aparecem na menopausa:

  • Ondas de calor

  • Ansiedade

  • Depressão

  • Irritabilidade

  • Insônia

  • Menstruação irregular

  • Lapsos de memória

  • Digestão mais lenta

  • Aumento de peso

Como o Yoga e Ayurveda pode ajudar?

É interessante relacionar a prática de Yoga com sequências específicas aos três doshas ayurvédicos que se expressam de maneiras diferentes durante a menopausa. As práticas de Yoga e ayurveda podem ajudar a aliviar alguns sintomas da menopausa, que podem ser vistos como um desequilíbrio dos três doshas, ​​ou tipos metabólicos.


Todos nós temos um tipo de dosha dominante que afeta a forma como respondemos a essa grande mudança de vida. Uma prática regular centrada em nutrição, exercícios, Yoga e sono para equilibrar esses doshas pode ser uma parte útil de uma abordagem holística maior para gerenciar os sintomas.


Pitta

O excesso de pitta leva a ondas de calor, suores noturnos, raiva, agressão e irritabilidade. Experimente o Yin Yoga – que incentiva o perdão, uma sensação de liberação emocional e a rendição à mudança – ou o Yoga Restaurativo usando adereços, que podem ajudá-lo a se sentir apoiado, tanto física quanto metaforicamente.


Vata

Um excesso de vata leva à ansiedade, ataques de pânico, confusão mental, fadiga e a sensação de estar sobrecarregado. Posições de equilíbrio em pé, como Vrksasana (postura da árvore), podem ajudar a focar sua mente, enquanto exercícios de respiração de aterramento, como respiração de caixa, podem fazer você se sentir enraizado na terra.


Kapha

Um desequilíbrio de kapha se expressa em letargia, humor deprimido e metabolismo lento. Uma prática dinâmica de hatha yoga com posturas mantidas por 10 a 30 segundos pode ajudá-lo a manter a força muscular e óssea, melhorar o humor e fazer você se sentir energizado.


Vários estudos mostraram que a prática regular de asanas e exercícios respiratórios pode melhorar o humor das mulheres na menopausa, afastar a depressão e inspirar uma perspectiva mais brilhante.


Aliviando os sintomas da menopausa com Yoga


O que evitar:

  • Prática diária vigorosa

  • Inversões sem apoio

  • Posturas extenuantes

  • Extensões da coluna

Tudo isso pode piorar os sintomas.


O que praticar:

  • Posturas restaurativas

  • Fluxo gentil

  • Inversões como: Setu Bandha Sarvangasana (postura da meia Ponte) usando almofadas ou Salamba Sarvangasana (Postura da Vela) com um suporte.



Isso traz alívio da ansiedade e irritabilidade — sem desafiar ou aquecer seu corpo.


O Yoga também ajuda o corpo a controlar a frequência cardíaca e respirar através do desconforto, o que auxilia quando os sentimentos de pânico que precedem uma onda de calor começam a borbulhar. Os estudos encontraram uma correlação positiva entre a prática regular de Yoga e a melhoria da qualidade de vida dos participantes.


Yoga com posturas restauradoras, respiração e meditação são essenciais nesta jornada. Os efeitos do Yoga em grupo com sintomas da menopausa também podem ter um componente químico: quando as pessoas se reúnem para praticar Yoga e compartilham suas experiências, estão fazendo mais do que apenas conversar. À medida que começam a se conectar, liberam oxitocina – o hormônio que promove sentimentos de amor, união e bem-estar.


Para passar de forma leve por essa transição a mulher precisa se reconectar com seu eu intuitivo, introspecção e decidir o que ela precisa deixar de lado em termos de pensamentos, hábitos e comportamentos que não suportam mais sua felicidade e saúde.

85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page