top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Símbolos do Yoga para sorte

Atualizado: 26 de mar. de 2022

Os símbolos e números da sorte têm sido usados ​​em todo o mundo por gerações para ajudar as pessoas a atrair mais abundância e prosperidade para suas vidas. Dentro do Yoga há muito simbolismo místico.


Esses símbolos e números do Yoga são muito poderosos. Eles podem te ajudar em sua prática diária de Yoga ou em sua vida em geral.


Yantra

Sri Yantra é um diagrama de geometria sagrada ritual das culturas Védica, Hindu e Tântrica, que dizem ter um grande efeito. A palavra Yantra significa “receber” ou “apoiar”. Na Índia e na cultura védica, eles são usados ​​para meditação e propósitos religiosos. Pintados como uma imagem energética em papel de parede ou tecido, eles são onipresentes na Índia e estão presentes em quase todas as casas pois é considerado um "dispositivo" para o avanço espiritual. O Sri Yantra incorpora profundos entendimentos filosóficos, que o tornam uma poderosa fonte de inspiração. Cada elemento de design do Sri Yantra tem um significado filosófico especial. O ponto bem no centro representa a Fonte do universo; este ponto, ou bindu, é a "singularidade" da qual toda realidade manifesta emerge. De um ponto de vista, o design é representativo da evolução do próprio universo desde seus primórdios misteriosos, mapeando seus vários níveis.


Use como pingente num colar na altura do coração pois acredita-se proteger o chakra cardíaco ou use como um quadro na parede.


OM

O Om é considerado o símbolo mais auspicioso tanto do Yoga quanto do Hinduismo. É considerado o som primordial, o som do universo e cria uma proteção para a mente, corpo e espírito. Os Yogis e hindus entoam OM como um mantra. É também um símbolo que representa os estados de consciência - incluindo a iluminação. Para os Yogis, simboliza a consciência pura e bem-aventurança. Muitos Yogis acreditam que, recitando o mantra "om", será mais fácil abrir o chakra do terceiro olho e assim podem obter uma conexão mais forte com o universo.


Pode ser usado como tatuagens, colares ou pinturas na parede.


Lótus

A flor de lótus representa a iluminação da mente humana. No hinduísmo e no budismo, as flores de lótus geralmente simbolizam a pureza. Flores de lótus rosa ou roxa são mais comumente apresentadas como símbolos de Yoga. Os lótus rosa representam pureza, amor e lealdade. Enquanto isso, as flores de lótus roxas representam a consciência e a unificação do universo (Brahman). No Yoga os chakras também são chamados de Padma (lótus). Este é um grande símbolo de Yoga e você pode usá-lo se desejar construir mais amor e lealdade por si mesmo e pelo universo ao seu redor. O poder do simbolismo da lótus proporciona também mais facilidade para você superar as provações, problemas e decepções que enfrentar.


Mandala


A palavra sânscrita Mandala se traduz em “círculo” e essas formas geométricas simétricas representam integridade, unidade e harmonia. Elas são símbolos espirituais e ritualísticos nas culturas asiáticas. Pode ser entendido de duas maneiras diferentes: externamente como representação visual do universo ou círculo da vida. Internamente serve como guia para diversas práticas que ocorrem em muitas tradições asiáticas, incluindo a meditação. As camadas internas também representam os diferentes níveis de existência humana. No hinduísmo e no budismo, a crença é que, ao entrar na mandala e prosseguir em direção ao seu centro, você é guiado pelo processo cósmico de transformar o universo de sofrimento em alegria e felicidade. As mandalas são usadas na meditação visual para focar a mente, promover a contemplação e criar paz interior.


Hamsa


Embora pareça um olho maligno assustador, esse símbolo não é tão terrível quanto parece. É um simbolo significativo para pessoas de muitas religiões diferentes, incluindo muçulmanos, judeus, budistas, hindus e praticantes de Yoga. No budismo e no hinduísmo, simboliza os cinco sentidos. No yoga simboliza o fluxo de energia dos chakras no corpo humano. Assim como tudo na natureza, somos simétricos e harmoniosamente belos. Cada dedo tem sua própria energia de chakra:

  • Dedo mindinho – primeiro chakra, cóccix, pernas e pés, terra

  • Dedo Anelar – Segundo Chakra, Pelve e Genitais, Água

  • Polegar – Terceiro Chakra, Plexo Solar, Fogo

  • Dedo indicador – Quarto Chakra, Coração, Ar

  • Dedo Médio – Quinto Chakra, Garganta, Som

Buda


Siddhartha Gautama, que se tornaria conhecido como Buda, viveu durante o século V aC, e desde que o budismo cresceu, sua imagem tem sido usada para representar iluminação, unidade e paz. O budismo como religião remonta aos ensinamentos do Buda, e as estátuas de Buda são comuns em todo o mundo em espaços espirituais. O próprio Buda pode ser considerado um dos Yogis originais e um professor que dissipa a ignorância. A imagem do Buda é um dos símbolos mais populares no budismo e também é usada no yoga. Este símbolo significa nossa capacidade de despertar ou iluminar através da meditação. O Buda se libertou do sofrimento mundano e da ignorância espiritual e ver sua imagem nos lembra que podemos fazer o mesmo.


Lua crescente


O Deus Hindu Shiva é frequentemente representado com uma lua crescente na cabeça, que simboliza a atemporalidade e o domínio sobre o tempo. No hinduísmo, a lua crescente é conhecida como Chandra, uma antiga divindade lunar que representa a fertilidade. A imagem de uma lua crescente é usada na Yoga para representar impermanência, renascimento, a renovação constante da natureza. A lua também representa os aspectos da mente. A sabedoria está além da mente, mas precisa ser expressa com um toque de mente e isso é simbolizado pela lua crescente.


Trishula

Trishula, o tridente de Shiva, representa os três aspectos da consciência – vigília, sonho e sono, e representa os três gunas – satva, rajas e tamas . Segurar um trishula (tridente) significa que Shiva (a divindade) está acima de todos os três estados – vigília, sonho e sono, mas é o sustentador desses três estados. A divindade está além dos três gunas, mas mantém os três gunas juntos. Shul significa problemas ou sofrimento. Trishul significa aquilo que destrói todo tipo de sofrimento. Três tipos de dor que surgem na vida: 1. Aadibhautik (físico) 2. Aadhyaatmik (espiritual) e 3. Aadidaivik (etéreo) O que te alivia de todos os problemas e sofrimentos é o trishula . E está nas mãos de Shiva.


Serpentes


Dizem que a energia primordial da Kundalini está adormecida no muladhara chakara e é representada como uma cobra enrolada. No hinduísmo, Anantha Shesha é representado como uma cobra enrolada simbolizando o infinito e o número imensurável de ciclos de criação, dissolução e recriação do universo. A imagem de uma cobra simboliza sabedoria, cura, transformação e regeneração. As cobras sempre tiveram um lugar especial na cultura oriental porque são consideradas um símbolo de longevidade e imortalidade.


Elefantes

No hinduísmo, acredita-se que o deus com cabeça de elefante, Ganesha, é o removedor de obstáculos e acredita-se que a adoração a ele traga prosperidade e sucesso, mas os obstáculos em questão não são apenas obstáculos físicos, mas também espirituais. É por isso que estátuas e imagens de Ganesha são tão comuns em estúdios de Yoga. Os elefantes são considerados símbolos de sorte em muitas partes do mundo, e as pessoas costumam manter pinturas ou esculturas deles em suas casas. Eles também simbolizam fertilidade.


Pode ser usado para compor seu altar de meditação ou quadros na parede.



Kirtmukha

Kirtimukha é uma imagem de monstro feroz com olhos protuberantes, presas enormes e boca aberta encontrada na arquitetura de templos por toda a Ásia. O Kirthimukha é uma divindade protetora, um guardião e na região do sudeste asiático, costuma ser colocado nas portas e nas paredes externas de casas e templos para atrair sorte e afastar todos os males.


É usado principalmente como uma imagem e escultura nas portas e entradas de casas ou estabelecimentos comerciais.


Shankha (Conchas)

No hinduísmo, conchas são consideradas um símbolo de eternidade e mistério, Na mitologia hindu, o shankha é um emblema sagrado do Deus hindu preservador Vishnu. Ainda é usado como trombeta em rituais hindus e, no passado, era usado como trombeta de guerra. O shankha nas escrituras hindus é tido como símbolo de sorte, glória, longevidade e prosperidade, além disso atua como purificador do pecado e é a morada da deusa Lakshimi, que é a deusa da prosperidade e consorte de Vishnu.


Pode ser usado para compor seu altar.


Numero 7


No hinduísmo o sete representa o plano terreno - a morada dos mortais. No entanto, de acordo com as escrituras hindus, a terra é apenas uma parte dos vários planos de existência. Existem também sete chakras que governam nossa disposição e existência, e esses chakras estão em nossos corpos. Estes são muladhara , svadhishtana , manipura , anahata , visuddha , ajna e sahasrara. O número 7 também tem significado nas religiões ocidentais, pois se acredita que Deus criou o mundo em seis dias e descansou no sétimo.

Este é há muito considerado um número auspicioso em geral em muitas culturas: também há sete continentes, Sete Maravilhas do Mundo, sete cores no arco-íris e sete notas musicais.


Numero 108

O número 108 é considerado um número muito sagrado no hinduísmo e no budismo. É usado como um título honorífico de um guru e, como um múltiplo de 9, também é considerado um número de conclusão. É por isso que há 108 contas em um mala e as pessoas entoam mantras 108 vezes. É conhecido como um número abundante e dá boa sorte.


Se algum desses símbolos do Yoga captar sua atenção, comece a usá-lo. Muitas vezes não somos nós que escolhemos nossos amuletos, mas eles nos escolhem.

939 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page