top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Sequência de Yoga para a Primavera

Atualizado: 16 de fev. de 2021

Enquanto o outono é a estação de deixar ir e o inverno a estação da interiorização, a primavera é a estação energética da Yoga e que abre o coração.



O início da manhã é a melhor hora para todos os exercícios, especialmente na primavera. Os Yogis se referem às horas antes do amanhecer como brahma muhurta: uma hora auspiciosa do dia para as práticas espirituais (como Yoga, meditação ou orações). Brahma muhurta começa por volta das 4h30! Isso pode não ser realista para todos, mas praticar Yoga entre 6 e 10 horas da manhã ainda é benéfico.


Exercícios vigorosos e estimulantes são perfeitos para a primavera. Uma prática intensa e fluida de yoga ou mesmo uma caminhada rápida no início da manhã ajuda a livrar-se de qualquer letargia persistente causada por desequilíbrio de kapha.


Os três doshas, ou energias vitais presentes tanto na natureza quanto no corpo, são influenciados pelas estações. Pitta se acumula com o calor do verão, vata se acumula com a secura do outono e kapha se acumula com o frio do inverno. Na primavera, quando o elemento água domina a natureza (manhãs de orvalho, chuvas de primavera), o elemento água do corpo, um componente de kapha, também se eleva e em desequilíbrio, essas secreções aquosas se manifestam em forma de alergias, congestão, resfriados, excesso de muco, sinusite e olhos lacrimejantes.


O objetivo de uma prática de Yoga na primavera é equilibrar o kapha dosha, que se acumula no inverno com o frio e a umidade causando congestão, resfriados, alergias e asma.

Enquanto uma prática de Yoga tradicional visa trabalhar todo o corpo, uma prática de primavera deve incorporar mais posturas de abertura de coração e tórax. Kapha domina a região superior do corpo e tende a obstruir os canais da parte superior do corpo quando está desequilibrado - pense em muco, resfriados no peito e sinusite. Asanas que abrem o peito e pranayama que aquecem e revigoram devem fazer parte da prática de primavera de todo Yogi.


  1. Postura da árvore (Vriksasana) - Para se conectar à natureza.

  2. Guerreiro I e II (Virabhadrasana I e II) - para invocar a coragem e determinação para o período de renovação.

  3. Cachorro olhando para baixo (Adho Mukha Svanasana) - serve como uma postura de descanso e transição.

  4. Cachorro olhando para cima (Urdhva Mukha) - ajuda a melhorar a postura e neutralizar os efeitos do estilo de vida moderno, especialmente sentado em frente ao computador com os ombros caídos.

  5. Camelo (Ustrasana) - abertura de peitoral e extensão da coluna, ajuda a liberar sentimentos do coração e melhora a respiração.

  6. Matsyendrasana - uma torção de coluna e abdômen para ajudar no detox.

  7. Postura Selvagem (Camatkarasana) - postura que simboliza a coragem e ousadia para abrir o coração para o outro.

A maioria dessas posturas são leves ou moderadas, que abrem os pulmões e aumentam a capacidade respiratória. Eles não apenas corrigem, mas também evitam desequilíbrios de kapha.


Pranayamas


Respirações que aquecem o corpo são ótimos para essa época do ano. Algumas opções são Surya Bhedana (respiração solar)

Kapalabhati (respiração do crânio brilhante)

Bhastrika (respiração da fole)


Tradicionalmente, todos os pranayamas são feitos após asana e antes da meditação.


Meditação


Sente-se de forma confortável com a coluna ereta em um gramado ou jardim para aproveitar a luz do sol. Sinta o fluxo natural de sua respiração. Mova-se para dentro de si e crie um fluxo fluido e equilibrado de inspiração e expiração. Deixe a respiração num ritmo constante. Foque seu olhar interno na direção do terceiro olho (Ajna Chakra). Quando estiver calmo, confortável e consciente, preste atenção nos espaços entre as suas inspirações e expirações. Observe este fluxo em seu estado natural sem qualquer intervenção. Ao continuar meditando, você pode praticar alguns segundos de retenção da respiração entre cada inspiração e cada expiração. Esta é uma maneira maravilhosa para liberar e criar espaço na barriga, peito, costas e, claro, na mente.



* Algumas das posturas e técnicas apresentadas neste texto possui contraindicações. Nunca pratique sem orientação de um instrutor.

533 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page