top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Sequência de Yoga para o Solstício de Inverno

Dia 21 de Junho comemoramos tanto o Dia Internacional do Yoga quanto o solstício de inverno.


É muito importante se permitir viver conectado com os ciclos da natureza. Sua prática de Yoga também deve mudar conforme as estações do ano.


Uma das tarefas espirituais durante o inverno é o recolhimento e interiorização para integrar tudo o que aprendemos ao longo dos últimos meses. Essa é uma das principais razões para o descanso do inverno: absorver a sabedoria que aprendeu com todas as suas experiências.


No inverno, os dias são mais curtos e as noites mais longas nos convidando a ficar mais em casa e cultivar a introspecção. O inverno é a temporada perfeita para nutrir nossa alma, uma vez que ficamos mais recolhidos e voltamos a atenção para dentro de nós.


A sociedade moderna e as demandas que colocamos em nós mesmos, podem nos afastar de nosso trabalho mais importante no inverno: DESCANSAR.


Muitas vezes, passamos o inverno fora de alinhamento com a energia sazonal: estamos trabalhando contra ela. Isso esgota você. Mas quando você está alinhado com os ciclos naturais, essa energia é usada a seu favor, beneficiando sua vida de várias formas.


Sua prática de Yoga deve seguir esses princípios e incluir posturas que relaxam seu corpo e sua mente, além de aquecer seu coração. É mais difícil se sentir aberto e flexível nessa época do ano e também há uma tendência a ficar mais rígido fisicamente.


Felizmente, existem posturas de Yoga específicas que você pode fazer que geram calor internamente, o que permite que seu corpo se sinta mais relaxado.

Surya Namaskar (Saudação ao Sol)


Comece com duas rodadas de Surya Namaskar. Com essa sequência trazemos um pouco de calor sutil para o corpo enquanto fluímos através de das posturas.




Bitilasana e Marjaryasana (Gato e vaca)


Essas duas postura combinadas com movimentos simples é essencial, primeiramente, para que possamos desenvolver a consciência da mobilidade da coluna vertebral inteira percebendo como ela se relaciona com as cinturas pélvica e escapular.



Garudasana (Postura da águia)

Para representar a introspecção requerida nessa época do ano, nada melhor que a postura da águia. Volte-se para dentro de si, envolvendo as pernas em um nó, dobre ligeiramente os joelhos, levante o pé esquerdo e, equilibrando-se no pé direito, cruze a coxa esquerda sobre a direita. Aponte os dedos do pé esquerdo em direção ao chão, pressione o pé para trás e enganche o dorso do pé atrás da panturrilha direita. Equilibre-se com o pé direito. Imitando esse mesmo movimento das pernas, entrelace os braços envolvendo-os.


Aproveite o momento e reflita sobre seus pensamentos mais íntimos enquanto abraça seu corpo neste asana reconfortante e concentrado. Essa postura vai estimular força, flexibilidade e resistência e concentração inabalável.


Virabhadrasana I e II (Guerreiro I e II)


Coloque seu corpo em uma postura de guerreiro e I e depois passe para o guerreiro II. Essa postura é firme e enérgica. Estenda os braços com firmeza e força e afunde profundamente no joelho da frente.


Sarvangasana (Postura da Vela)



Ao se preparar para encerrar a prática, coloque-se em uma posição apoiada nos ombros, segurando a parte inferior das costas com as mãos e contraindo firmemente os glúteos e as coxas. Considere complementar a postura dos ombros com uma postura relaxante e rejuvenescedora do arado antes de se deitar de costas.


Savasana (Postura do Cadáver)


Finalmente, mergulhe em uma relaxante savasana e aproveite este momento energizante e aterrador, do fluxo do solstício de inverno. Relaxe todo o corpo da cabeça aos pés, feche os olhos e observe seus pensamentos sem julgá-los. Agradeça a si mesmo por dedicar este tempo à sua prática e expresse sua gratidão pelo mágico nascer do sol de inverno.

184 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page