top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Tapas - autodisciplina

O terceiro dos niyamas (observâncias pessoais) do Yoga Sutras de Patanjali, Tapas foi traduzido de várias maneiras do sânscrito como calor, austeridades espirituais, disciplina, persistência e fogo interno. Essas traduções evocam uma chama ardente pela qual os obstáculos para alcançar nosso objetivo são incinerados. Os Yoga Sutras explicam que, por meio de Tapas, as impurezas mentais são eliminadas e o domínio do corpo, da mente e dos sentidos pode ser alcançado.



A prática de asanas é uma forma de tapas para o corpo; meditação é um tapas que purifica e concentra a mente.

O que é Tapas, a autodisciplina do Yoga?


Em primeiro lugar, 'disciplina' não significa nos esforçar além dos nossos limites físicos. Quando disciplina é equivocadamente equiparada a dificuldade, entramos em um território perigoso onde podemos adquirir uma lesão. A disciplina de Tapas, na verdade, te dá a base do ritual da prática que é a disciplina diária necessária para progredir no caminho do Yoga. É simplesmente comprometer-se a arranjar um tempo para desenrolar seu tapetinho e meditar ou praticar por 5 ou 10 minutos todos os dias.


Tapas é um aspecto da sabedoria interior que nos encoraja a praticar mesmo quando não temos vontade. É essa paixão ardente que nos faz levantar e praticar por amor e, ao nos comprometermos com isso, as impurezas são 'queimadas'.

  • Decidir ir para a cama um pouco mais cedo para acordar cedo para praticar é Tapas;

  • não beber muito ou comer alimentos não saudáveis ​​porque deseja se sentir bem em sua prática é Tapas;

  • a maneira que você se sente depois de uma intensa aula de Yoga, num feliz Savasana e meditação profunda? Isso também é Tapas - "queimando" os padrões de pensamento e hábitos negativos que frequentemente adotamos.


Tapas na aula de Yoga


Podemos relacionar esse “calor” de tapas com o elemento fogo - ao qual tanto o Manipura Chakra quanto o Tapas se ligam. Fogo é o elemento da 'transformação'. A transformação geralmente acontece quando nos permitimos sair da nossa zona de conforto. Cultivar um senso de Tapas em nossa prática física de Yoga pode significar:

  • Praticar posturas que geralmente evitamos ou achamos difíceis.

  • Não desanimar ao perceber que leva tempo para chegar a uma versão mais 'avançada' de uma postura;

  • Ter a disciplina para praticar consistentemente;

  • Ter humildade para admitir quando não estamos prontos para alguma postura.

  • Se esforçar em se sentar na almofada de meditação quando você prefere estar rolando o feed do Instagram.

  • Ter o foco necessário para permanecer centrado na respiração segurando um asana por vários minutos.


Às vezes, tapas podem ser uma prática intensa de Vinyasa. Em outros dias, é a autodisciplina de simplesmente colocar-se no tapetinho e ver aonde a prática vai te levar, mesmo que seja para algumas posturas restauradoras silenciosas.


Tapas na vida diária


A disciplina que aprendemos no tapetinho é uma lição fantástica para levar para a vida cotidiana. Quando respiramos calmamente em posturas desafiadoras em uma prática de Yoga, aprendemos a ser fortes e manter a calma ao enfrentar situações de vida desafiadoras. As lições que aprendemos ao enfrentar desafios e medos são as que tendem a ter o maior impacto positivo sobre nós. Se as coisas são fáceis demais o tempo todo, não tendemos a aprender as lições de vida de que precisamos para nos tornarmos pessoas mais fortes e completas.


Tapas podem andar de mãos dadas com qualquer tarefa - até mesmo algo tão mundano como limpar o chão do banheiro. Sempre que realizamos nossas ações com total determinação e esforço, elas são realizadas com tapas.


Por meio da disciplina de tapas, escolha fazer mudanças saudáveis ​​em sua vida - mas concentre-se em apenas uma ou duas mudanças por vez. Dê pequenos passos que podem ser realizados com sucesso e encontre substitutos para hábitos que são improdutivos.


Tapas concentra a energia, cria fervor e aumenta a força e a confiança.

Quando praticamos tapas em conjunto com os yamas e outros niyamas, equilibramos nosso esforço com compaixão e nossa disciplina com benevolência.


Ter a coragem de NÃO ouvir as vozes em nossa cabeça que nos dizem que 'não somos bons o suficiente' para ir atrás de uma nova oportunidade de trabalho também é um elemento do Tapas que acontece fora do tapetinho.


Quando trabalhamos com o niyama Tapas, é importante ter certeza de que estamos agindo de uma forma positiva e amorosa, e não por medo. Quando nos esforçamos um pouco mais, devemos fazê-lo não porque nosso ego pede, mas porque realmente sentimos que podemos ir um pouco mais longe.


Na próxima vez que você enfrentar um desafio em uma aula de Yoga, pratique enfrentá-lo e acender seu fogo interior - você logo notará grandes mudanças dentro e fora do tapete! O tapas acompanha qualquer disciplina que seja aceita de bom grado e com alegria a fim de provocar algum tipo de mudança - seja saúde melhorada, um novo hábito, melhor concentração ou uma direção diferente na vida.

733 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page