top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Antes, durante e depois de um Retiro

Atualizado: 15 de fev. de 2021

Retiro geralmente é um mergulho profundo no seu próprio ser. Como o próprio nome diz, retiro é você retirar-se da sua vida cotidiana e ter um tempo só seu. O que vivemos em um retiro é uma experiência sentida, não uma experiência intelectual, e é difícil encontrar as palavras certas para descrever essa interiorização. As palavras simplesmente não expressam a profundidade dessa reconexão da mente e do corpo. A experiência de um retiro é uma alegria além do conceitual.


Antes do retiro:


A primeira coisa que você deve se perguntar é qual o seu objetivo com essa viagem. Ao defini-lo, comece a olhar para o retiro como uma oportunidade para se desconectar. Tenha a mente aberta e saiba que mesmo uma mudança aparentemente simples tem o poder de mudar sua vida.


Durante:


Durante o retiro, o corpo responde rapidamente à falta de estímulos. Quase imediatamente, os níveis de estresse diminuem e os músculos relaxam, permitindo um sono muito melhor.

Sua atenção ao meio ambiente torna-se mais aguda, de modo que você se interessa profundamente em olhar atentamente para as coisas. Tudo parece claro e nítido, como se você tivesse acabado de comprar um novo par de óculos.

A tagarelice sempre presente na mente diminui. Depois de alguns dias de silêncio e meditação, você percebe que a confusão mental e as críticas internas já não estão presentes.


Você aprende realmente o significado de viver o momento presente pois automaticamente você diminui a velocidade, e até o ato de comer passa a ser um momento de contemplação. Não há pressa, só há o aqui e o agora.

A regularidade das práticas de meditação durante o retiro é muito reconfortante. Essas práticas se tornam os pontos de ancoragem do dia. Não há nada que vai te perturbar ou impedir que você medite.


Depois:


Você não é o mesmo que era no início do retiro, então não tente ser. Quando você fizer um retiro, nunca mais volte! Não quero dizer não volte fisicamente do retiro. Você volta fisicamente, é claro, mas nunca abandone o que quer que seja para o qual você se orientou durante o retiro. Quer seja verdade, paz, liberdade, amor - se você mantiver a mesma orientação em sua vida cotidiana e a mantiver na vanguarda de sua consciência, isso vai te transformar completamente.


O retiro é uma viagem para dentro de um estilo de vida que de fato é difícil manter e recriar em casa. Parte da volta para casa é descobrir quais partes dessas práticas do retiro são realisticamente factíveis em uma vida agitada.


Você pode manter uma prática de consciência plena. A meditação sentada, mesmo que por 10 minutos por dia, criará continuidade entre seu retiro e sua vida cotidiana. É fundamental. Você também pode fazer caminhadas, permanecendo no momento e prestando atenção às suas percepções sensoriais.


Mas provavelmente, o maior desafio de voltar à vida cotidiana é tentar conversar com os amigos sobre os momentos, os insights e as alegrias que surgiram no retiro. É como ir a um planeta alienígena e depois voltar para casa e tentar explicar o que você viu. Ninguém vai entender. Como explicar uma experiência tão interna, tão individual?

183 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page