top of page
  • Foto do escritorNathalia Morgana

Tingsha

Tingsha é um pequeno instrumento de percussão indiano com dois címbalos (espécie de prato) unidos por uma tira de couro ou corrente que produzem um som tilintante ao serem percutidos um com o outro.



Usado por antigos praticantes tibetanos, budistas, hindus e outras tradições como o Yoga durante suas orações, rituais e meditações. Os sinos têm poder calmantes e liberam sua mente induzindo um silêncio tranquilo. No Yoga são utilizadas para sessões de meditação, quase sempre como um sino comum, delimitando o início e o fim de uma sessão. Geralmente são fabricadas com 7 diferentes tipos de metais para produzir frequência sonora e tons harmônicos que equilibram cada chakra e cada órgão interno.


Os Tingsha derivam seu nome das sílabas tibetanas "ting" (som metálico de toque) e "sha" (pendurado), e seu significado pode ser traduzido como "címbalos pendurados".


Tingsha nos convida à interiorização, para lembrar quem somos e para reconhecer nossas prioridades no mundo.

Usados para cura através do som e até para aumentar a consciência, os címbalos Tingsha têm muitos benefícios! Diz-se que seu som purifica o espírito, limpando a mente de todos os pensamentos durante a meditação e preparando o caminho para um estado pós-meditação de grande clareza mental. Se alguém estiver tendo problemas durante uma sessão de meditação, pode ser por causa da energia negativa presa na mente que ofusca o foco mental. Limpar a má energia com o som desses címbalos pode ajudar a trazer de volta a clareza mental e restabelecer o equilíbrio natural do corpo, mente e alma.



Os címbalos Tingsha são muito úteis durante as práticas de meditação e consciência.

As melhoras Tingshas são produzidos por artesãos locais na região do Himalaia do Nepal, as quais contém de três a sete metais diferentes em sua composição física. O som/tom dos metais ajudam a equilibrar os chácras. A tingsha na frequência correta pode libertar energias presas nos níveis dos corpos sutis e físicos.

O som metálico, suave e rico de Tingsha instantaneamente atinge um eco dentro do coração.

As tingshas são utilizadas com muito sucesso nas iniciações e cerimônias de técnicas terapêuticas energéticas como Magnified Healing, soundhealig e outras terapias.

Muitas vezes é utilizada dentro das tradições do hinduísmo para acompanhar kirtan.


Os tingshas também são usados ​​durante rituais hindus específicos, como aqueles em que ofertas de comida ou orações de orientação são feitas para "fantasmas famintos". Isso deriva da tradição hindu de adoração aos ancestrais.


Os xamãs usam a vibração dos címbalos para limpar a energia negativa e reequilibra a vitalidade de um espaço. É muito importante limpar qualquer novo espaço, como uma casa ou local de trabalho, de energia negativa, pois a energia ruim pode prejudicar a produtividade e o bem-estar mental geral.


Como os Tingsha são feitos Os Tingsha são feitos à mão individualmente pelo antigo método tibetano de fundição em areia, onde um molde superior e inferior é feito de areia úmida e fina que é então cozida várias vezes. Quando os moldes estão prontos, o metal fundido do sino é derramado. Depois, cada Tingsha é habilmente afinado martelando ao redor da borda externa espessa para criar um tom perfeitamente correspondente para cada par.


Como usar A tira de couro é mantida entre os dedos e o polegar logo acima do centro de cada prato. Quando Tingsha (címbalos) se chocam, eles produzem um som puro e claro. Isso simboliza o início e o fim - no início você abre mão de tudo, exceto o momento do aqui e agora; no final, você desperta física e espiritualmente no aqui e agora da realidade material.

224 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page